António Vilela diz que 5% a mais no IRS “não acrescenta nenhum encargo para as famílias”

Os Vereadores do Partido Socialista foram frontalmente contra a proposta do Presidente de Câmara para continuar a aplicar em 2015 a taxa de 5% sobre o IRS dos agregados familiares do Concelho de Vila Verde.

Anúncios

Espaço do Cidadão na Vila de Prado provoca “palavras” azedas entre PS e PSD

A resposta dos vereadores do PS não se fez esperar e, num comunicado à imprensa contundente, não só deram a conhecer o conteúdo da proposta recusada por António Vilela e vereadores do PSD como acusam o Gabinete de Apoio à António Vilela de estar a ser pago com dinheiros públicos para gerar polémicas desnecessárias em vez de dar atenção aos assuntos sérios e preocupantes que existem no concelho.