A Europa tem de se regenerar a partir de si

No dia 25 de Maio vamos a votos para a Europa numa pugna eleitoral marcada entre nós pelas questões internas, já que sobre o resto muito pouco há para contar e, muito menos para mostrar, pelo menos por aqui.

Anúncios

V Coluna – Junho de 2014

Nesta pugna eleitoral, muito para além das questões europeias, que, aliás, passaram ao lado da campanha, vão a julgamento Passos Coelho, Portas e todos quantos a eles se encontram ligados, aqui se incluindo, claro está, os que integram as listas ao parlamento europeu e que, afinal, por lá estarem, se tornam automaticamente farinha do mesmo saco. A opção de voto que cada um vai ter no dia 25 de Maio é coisa que respeita apenas e só a cada eleitor.